top of page

PELA MINHA PAZ

Atualizado: 3 de ago. de 2023

E eu aqui, em minha mente, só, ouço vozes, que nem sei se são do bem, que falam para mim algo, me contam, me orientam, me destroem por dentro, pois não quero, não aceito. Agradeço a oportunidade, mas nunca terei certeza das suas reais intenções. Caminho só nessa guerra, contra mim mesmo. Não contra as vozes. Pelos olhos vejo além da matéria. Pelos ouvidos ouço além das vibrações sonoras audíveis no comum. E o que são essas vibrações que me encontram, e que me encontro com elas? Por quê? Para quê? O que isso me torna? Para onde isso me leva? Evolução? Meta única e objetiva a cada novo retorno, na nova roupagem, novos planos? Quais são? Choro só. Sinto só. Me sinto só. Penso, reflito, só. Sigo só. Por quais motivos devo continuar? Se a vida é boa para mim, falta-me o quê? Sempre penso sobre isso. A vida é uma oportunidade de melhorarmos. Nos é dada, para bom uso. Mas aqui tudo muda. Há muitos testes, que nem preparo tivemos para superá-los. Passamos então a criticar tudo. Mudamos de comportamento, como o filho mimado. Deixamos de ser felizes, ao custo de nada. Um engano. Queremos que o holofote seja direcionado a nós. Quando não muito, queremos atenção apenas. Pedimos que nos entendam, porém nós mesmo sequer nos entendemos, sequer procuramos nos entender. Esses desafios diários fazem com que a vida passe, e rápido. Será que reencarnamos apenas para sermos testados? Para evoluirmos até o último estágio? Somos marionetes da vida, que criou regras, e sequer me perguntou o que eu pensava. Então, tem que ser assim? Quem muda isso sofre e volta ao início, quantas vezes for preciso. Poxa, não quero isso. Já defini para mim que não vale a pena viver, se não for para ser livre. Livre disso tudo que nos exigem, sem demonstrar. Mas há uma força contrária e atrativa para que tudo seja como tem que ser para eles. Eles? Quem? Querem meu bem? Me deixem viver. Quero ter prazer humano, quero ter liberdade para fazer o que quero. Paradigmas? Desculpe-me, mas quando eu era pequeno, não podia entender o que vocês queriam. Me prendi a muitas crenças e minhas atitudes foram sugestionadas. Concordo quando dizem sobre o AMOR. AH O AMOR! Esse sim, que mesmo sem entendê-lo, nos faz bem, pois esse atua no mundo do sentir. Não creio que há maior emoção do que a que envolva o AMOR. Não mudem isso. Vou continuar sim, não sei por quanto tempo. Por favor, não me punam. Só quero ficar em PAZ! Permitam-me!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page