top of page

EVOLUÇÃO

Pare agora. Olhe para você. Veja seu rosto no espelho. Seu corpo. Tens rugas? Marcas de cicatriz? Qual sua resistência física máxima? Esse é você, hoje. O corpo envelhece e traz consigo, a cada instante vivido, marcas de seu desgaste natural. Envelhecemos. Nossas células envelhecem. Ao refletir sobre isso, pergunto: Se tudo evolui, porque a matéria se deteriora com o tempo? O que realmente é, se tirarmos a matéria que compõe seu corpo físico? Quem é você? Pergunta difícil de responder. Haverá reflexões, que desde fúteis, até  as mais bem elaboradas, chegam para nos esclarecer pontos de vista, utilizando-se até de meios científicos, para  corroborar as teses apresentadas. Faremos análises gerais e criaremos nossa ideia sobre esse tema. Teremos em mente quase todas as perspectivas necessárias para tal conclusão. Porém,  somos humanos, seres dotados de inteligência. Daí a reflexão aprofundada nos conceitos acima, nos levam a outras formas de enxergar essa questão, onde envolvemos nossas crenças religiosas, nossas buscas místicas ou conceitos filosóficos. Passaremos da matéria ao espírito, que subentendido, não nos coloca em posição privilegiada. Sem demonstração comprovada, não podemos corroborar as definições, explanações. Daí volto a questão inicial. Quem é você? Olhe para dentro de você. Sinta-se vivo. Quais sentimentos são trazidos a mente? Quais memórias? Medite. Feche seus olhos. Respire. Emita mantras, sons vocálicos de sua preferência. Deixe-se levar ao encontro do seu eu interior. Pare o quanto puder de pensar. Sinta o instante, sem preocupações. Sem tempo. Sem espaço. Ao sentir-se inserido nesse contexto, faço a mesma pergunta: Quem é você agora? Nesse instante, tudo fica diferente, pois somos as sensações. Elas ficam. Imaginemos uma vida inteira vivida em uma sala, com uma máquina que nos fornece alimento e água. O teto da sala se abre para o sol diário e só. Quem seríamos nessas condições, após os mesmos anos que já vivemos? Saberíamos o que é rotina, mas não conheceríamos nada que hoje conhecemos. É como vir de outro planeta, onde nada que aqui vivemos exista lá. O  que é religião, meditação? Que língua falaríamos sendo habitantes desse espaço, que denominei uma sala? Quais seriam nossos pensamentos diários, nossas preocupações? Teríamos apenas a meta de se alimentar todos os dias, que seria mais um hábito. Sem convívio social, nem saberíamos se haviam mais pessoas vivas. Sem animais, e a natureza se resumiria ao sol, que víamos apenas quando o teto fosse aberto. Todo e qualquer conhecimento teria que ser aprendido ou apreendido sozinho. O que vale pensar tudo isso? Que somos fruto da nossa evolução, que é fruto da vida que vivemos. Para cada ser existe uma concepção da vida, baseado na vida que ele vive. O que vale está naquilo que transformamos do que aprendemos, seja pelos sentidos, seja pela intuição. A Evolução é imprescindível a nossa existência. Toda e qualquer ação irá gerar uma reação, que será a mediadora das próximas ações e das próximas, seguindo um ritmo constante, onde a aceleração é realizada por nós. Nós damos os ritmos, fazemos escolhas, e isso forma a base de quem somos, e de quanto evoluímos.  Evoluímos em entendimento, conhecimento, intelectualidade e principalmente em sabedoria. A vida seguirá seu rumo próprio, já a evolução da consciência é única e individual. Cabe a nós desenvolvê-la. Há muitas formas disponíveis.  A prática da leitura, meditação, crescer na prática do bem, da FÉ e do AMOR, incondicionalmente. Isso está inerente a nós, a nossa alma universal, que atua em auxílio de nosso auto aperfeiçoamento, busca humana, para o objetivo maior, o encontro com nossa essência primordial, na união das almas, as quais somos compostos. Somos livres e pela liberdade de pensar podemos atingir qualquer propósito de vida. A porta se abrirá quando estivermos prontos. Vá e transforme hoje sua vida. Já. O agora é a única oportunidade que temos.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

AMOR

Comentarios


Post: Blog2_Post
bottom of page